Mostrando postagens com marcador saciedade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador saciedade. Mostrar todas as postagens

domingo, 12 de novembro de 2017

Por que os franceses não engordam?


Estatísticas da Organização Mundial de Saúde mostram que existem metade das pessoas com excesso de peso nos Estados Unidos, na França têm uma expectativa de vida maior, menor risco de doenças cardiovasculares e tomar menos medicação. E isso apesar do fato de que os franceses estarem consumindo mais queijo e manteiga do que alguns países desenvolvidos. Mas por que eles são magros e não engordam?
www.emagrecerumdesafio.com
Imagem: Pixabay
É a questão de um milhão de dólares. Navarro Clínica também foi convidado e depois de analisar vários estudos de especialistas do setor nos últimos anos, tiraram suas próprias conclusões, entre as quais predomina a forma como a comida é valorizada.

Para os especialistas da Navarro Clínica, existem culturas nas quais a comida é estressante e, em outros, é um assunto agradável. Essas diferenças podem afetar a saúde através da incidência de doenças cardiovasculares, de acordo com os resultados da pesquisa do professor Paul Rozin.

"A maneira como comemos pode afetar nossa saúde e longevidade", diz Luis Navarro, diretor da Navarro Clínica.

O que acontece então com os franceses? Bem, eles prestam mais atenção às sensações internas, como a saciedade e dão menos importância aos aspectos externos, como a quantidade de alimentos no prato. Na verdade, este aspecto é destacado no famoso livro de Caroline de Maigret e companhia: "Como ser parisiense onde quer que você esteja", no qual eles mencionam que a quantidade de comida no prato em jantares com amigos "deve ser generoso ", "deveria ser generoso "enquanto" tudo deve parecer fácil ". Eles não comem pouco, eles se alimentam bem. 

Outra dica: faça com que pareça fácil. Na verdade, pesquisas como as de Brian Wansink, professora da Universidade Cornell, lembrar-se de como as mulheres francesas têm um relacionamento com alimentos que não estão disponíveis em outros países. Isso os faz apreciar e aproveitar seu tempo e parar quando sentem saciedade, uma nuance que poderia explicar que "porque as francesas não engordam", em relação às mulheres de outros países.

Claro, nem sempre é assim. Salmão defumado. Não. Má escolha. Você comerá todos os blinis e o creme que os acompanha; O salmão é apenas um pretexto. Sua gula poderia acabar ampliando seus quadris, é melhor você observá-lo um pouco e resistir à tentação.

Será que elas desfrutam de verdade os alimentos ou é puro teatro?


Você deve pensar que sua silhueta é um simples presente da natureza. Vai valer mais, portanto,  um prato de verdade, oferecer a imagem tópica que gosta de boa comida, sugerindo que o mesmo aconteça com todos os prazeres da vida.

Cada cena de relacionamento entre a França e a comida demonstra como os pensamentos, a atitude e a forma como é comida influenciam a assimilação de nutrientes, peso e saúde. Luis Navarro comenta que "se você viver em uma mentalidade de dieta, comer é uma luta, um esforço e um sacrifício que requer vontade e disciplina para não engordar, tem medo de engordar e você vê a comida como algo perigoso e que você deve controlar".

Saber escolher e preparar os alimentos é muito importante, bem como a atividade física. Andar de bicicleta, ir ao supermercado caminhando, usar menos os elevadores, são hábitos que contribuem para manter-se em forma.

Fonte: MSN/Saúde

Até a próxima

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Leguminosas, riqueza vegetal



A história das leguminosas se confunde com a própria história das civilizações. Os feijões já eram utilizados pelos astecas, incas e maias, enquanto que a lentilha é a leguminosa mais antiga consumida pelos povos da região Mediterrânea. Já a soja é consumida há séculos pelos asiáticos, que tradicionalmente a associavam ao arroz.
www.emagrecerumdesafio.com
Foto Pixabay


As leguminosas têm pouca gordura e muita fibra em sua composição. Isso faz com que elas causem uma sensação de saciedade no organismo.

O que são

As leguminosas são plantas cujas sementes crescem em vagens. Incluem alimentos tão variados como o feijão, o grão-de-bico, as ervilhas, as lentilhas, as favas, o feijão-de-soja e o tremoço. Geralmente comemos apenas a semente.

Como preparar


As leguminosas, excepto as lentilhas, precisam de ser demolhadas antes de serem cozinhadas, já que precisam de restabelecer a água, retirada devido ao seu processo de secagem. Esta reidratação permite ainda reduzir o teor de antinutrientes, permitindo uma maior biodisponibilidade dos nutrientes (permite que os nutrientes possam ser melhor absorvidos pelo organismo). O processo de demolha pode ser feito de três formas:

• com água fria durante oito a 12 horas

• uma hora em água a ferver

• colocar as leguminosas em água e levar ao microondas durante 10 a 15 minutos e depois deixar repousar uma hora.

A água a adicionar deverá ser 750 ml por cada 250 g de leguminosas.

Truques para cozinhar

As leguminosas podem causar algum desconforto grastrointestinal a algumas pessoas, mas pode ser reduzido da seguinte forma:

• Demolhar sempre antes de as confeccionar

• Trocar a água uma ou duas vezes durante a demolha

• Rejeitar a água da demolha

• Enxaguar as leguminosas enlatadas

Aliadas da saúde e da dieta

As leguminosas são óptimas fornecedoras proteicas, no entanto contêm baixo valor biológico, o que significa que não possuem uma grande quantidade de aminoácidos essenciais.

Podem ser combinadas com outras leguminosas e com cereais, sobretudo integrais, de forma a que a proteína seja mais completa, mais idêntica às fontes de alto valor biológico fornecido pelas proteínas de origem animal.

Com pouca gordura e isentas de colesterol, contêm ainda hidratos de carbono, sobretudo complexos, de absorção lenta. Fornecem uma boa quantidade de fibra, vitaminas do complexo B, ferro, zinco, magnésio, potássio, fósforo e vários antioxidantes.

Para sensibilizar a população para a importância deste alimento, tanto a nível nutricional, como para lutar pela erradicação da fome e pela promoção da sustentabilidade ambiental, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura considerou 2016 o Ano Internacional das Leguminosas, aconselhando o consumo de uma a duas porções por dia.

• 1 colher de sopa de leguminosas secas cruas (25 g)

• 3 colheres de sopa de leguminosas frescas cruas (80 g)

• 3 colheres de sopa de leguminosas secas / frescas cozinhadas (80 g)

As leguminosas são também um dos ingredientes indispensáveis na Dieta Mediterrânea.

As melhores receitas para si

As leguminosas são óptimas como acompanhamento mas também como prato principal. Enriquecem pratos de arroz e de massa e podem ser adicionadas a sopas e purês.

Fonte: Pingo Doce

Até a próxima


segunda-feira, 28 de março de 2016

7 hábitos alimentares saudáveis


Queira ou não perder peso, estas são as regras básicas para comer melhor.
Imagem Pixabay

➺ Coma, no mínimo, cinco refeições por dia. Quando se está muito tempo sem comer, há tendência para se comer mais e pior na refeição seguinte.

➺ Planeje as suas refeições para toda a semana, de forma a ter sempre em casa o que quer cozinhar e não se deixar tentar pelos alimentos pré-cozidos.

➺ Reduza o tamanho das porções ingeridas e mastigue a comida devagar. O cérebro demora 20 minutos a registrar a sensação de saciedade. Coma sopa antes do prato principal, tem como base os legumes e é pobre em gordura.

➺ Evite os alimentos fritos e opte, em alternativa, por alimentos cozidos, grelhados, assados no forno ou cozidos a vapor, que não necessitam de adição de gordura.

➺ Não beba refrigerantes. A água e o chá sem açúcar são as bebidas mais saudáveis.

➺ Coma peixe e prefira as carnes brancas (peru e frango) às vermelhas (vaca e porco).

Dicas: 


➺ Observe o menu dos restaurantes com atenção e evite os crocantes, os folhados e os gratinados.

➺ Sopa é das melhores aliadas - É revigorante, nutritiva, cabe em todas as dietas, sacia muito mais rapidamente e é baixa em calorias. Tem outras vantagens: devido às fibras que os produtos contêm, dinamiza o trânsito intestinal. Podem ser consumidas quentes e frias. Se no inverno uma sopa de espinafre ou um creme quente de ervilhas salpicado com coentros pode ser reconfortante, e para os dias quentes nada como uma sopa fria de melão com hortelã para refrescar.



Até a próxima


quarta-feira, 23 de março de 2016

Nutrientes e benefícios da banana



Esta fruta, que provém da região sudeste da Ásia, é hoje o quarto artigo nutricional mais cultivado no Planeta, só perdendo para o arroz, o trigo e o milho. Contêm grandes quantidades de fibra, assim como vários antioxidantes. 
www.emagrecerumdesafio.com
Imagem: Pixabay

Conheça alguns dos benefícios deste fruto

☇ As bananas são ricas em antioxidantes, o que ajuda a reduzir os riscos de doenças cardíacas e degenerativas.

☇ São uma boa fonte de vitamina B6, magnésio, vitamina C e potássio. Cada banana contém cerca de 105 calorias, mas consiste praticamente em água e hidratos de carbono. Não contém qualquer tipo de gordura.

☇ Contém nutrientes que moderam os níveis de açúcar no sangue após as refeições. Também ajudam a reduzir o apetite ao retardar o esvaziamento do estômago. 

☇ A sua fibra dietética tem sido associada a muitos benefícios para a saúde, incluindo a melhoria da digestão. As bananas são compostas por dois tipos de fibras: pectina (diminui quando a banana amadurece) e amido resistente (encontra-se nas bananas verdes). Estas fibras alimentam as bactérias amigas do intestino e ajudam a proteger contra o cancro do cólon. 

☇ Podem ajudar a perder peso, pois são bastante ricas em fibras e nutrientes e pouco calóricas. 

☇ São ricas em potássio, um mineral essencial para a saúde do seu coração, em particular, para o controle da pressão sanguínea. 

☇ Dão a sensação de que está "cheio". Tanto a pectina como o amido resistente têm efeitos redutores de apetite e aumentam a sensação de saciedade após as refeições. 

☇ As bananas verdes podem ajudar a melhorar o aumento da sensibilidade à insulina. No entanto, é necessária mais investigação acerca deste assunto. 

☇ Um estudo realizado com mulheres que comiam duas ou três bananas por semana concluiu que têm 33% menos probabilidade de desenvolver doenças renais. 

☇ São regularmente referidas como o alimento ideal para os atletas devido aos seus minerais e à fácil digestão dos seus carboidratos. Podem ajudar a reduzir as dores musculares provocadas pelo exercício físico.

☇ Apesar de parecer não utilizável, a casca da banana contém vários nutrientes, açúcares naturais como a glicose e sacarose e minerais. Com isso, pode ser aproveitada no consumo alimentício, proporcionando baixo custo sem deixar para trás o bom paladar.

Fonte: Infoescola, Mood, Authority Nutrition



Até a próxima


domingo, 25 de outubro de 2015

Alimentos que enganam a fome


Ainda não chegou a hora do almoço, mas o seu estômago já está roncando? Comer com muita fome nunca é o ideal, porque dessa forma, o organismo suga todas as calorias dos alimentos. Por isso, é sempre indicado que se façam pequenos lanches antes das refeições para segurar a fome. Essa dica, por consequência, ajuda você a perder uns quilinhos, já que nunca vai cometer exageros durante as refeições.
www.emagrecerumdesafio.com
Imagem: Altervista

Quais são os alimentos que enganam a fome



Para saber como enganar a fome sem estragar a próxima refeição, como se costuma dizer, ou seja, para que a fome não seja eliminada por completo e faça você “queimar” uma das principais refeições do dia, basta optar pelos alimentos que enganam a fome. Esses alimentos também ajudam a saciar a fome mais facilmente, com a vantagem que você pode ingeri-los em menor quantidade para ficar mais satisfeito.

Entre eles, os melhores são:

Líquidos: os líquidos, em especial a água, ajudam a segurar a fome porque estabilizam a circulação sanguínea e o transporte dos nutrientes. Por isso, beba muita água, chás e coma fruta. Água nunca é demais, inclusive, sendo necessário ingerir ao menos dois litros diariamente. Ela também é perfeita para disfarçar a fome, porque enche o estômago e hidrata o corpo. Uma dica é tomar um copo de água antes das refeições para dar sensação de maior saciedade.

Chás: no inverno, são outra boa pedida, sendo que o de camomila é um dos melhores calmantes e você pode tomá-lo entre as refeições para controlar a ansiedade. O chá verde, além de ajudar na perda de peso, oferece saciedade. No entanto, nenhum deles deve ser ingerido em excesso. O de camomila pode baixar a pressão e o verde eliminar os nutrientes do organismo.

Carboidratos: eles sabem como enganar a fome, mas entre as refeições você pode ingeri-lo por meio dos cereais integrais, frutas e vegetais. Cenoura, pepino, tomate e palmito servem como deliciosos lanches.

Nozes: elas possuem a Vitamina B1 (tiamina), que ajuda as células do sistema nervoso central a funcionarem, o que vai ativar o metabolismo da glicose e, dessa forma, prolongar os períodos sem que sintamos fome. Cereais integrais, farinhas de aveia, germe de trigo e leguminosas também possuem esse nutriente.

Aveia: é rica em ferro, nutriente essencial no transporte de oxigênio para o cérebro e para a sensação de saciedade. Assim, você pode fazer um mingau de banana e aveia enquanto espera o almoço ficar pronto. O ferro também está presente no feijão, espinafre, lentilha, germe de trigo e na carne vermelha.

Frutas secas: ricas em fibras, que mantem o efeito de saciedade por muito mais tempo. Assim, “belisque” algumas ameixas, damascos e uvas passas durante a tarde.


Fonte: PontoXP

Até a próxima


terça-feira, 15 de setembro de 2015

Benefícios das frutas secas


Por serem desidratadas, as frutas secas conservam mais as suas fibras, por isso auxiliam muito no funcionamento do intestino. Porém, é importante controlar o consumo, pois elas retêm também muito mais açucares do que as frutas frescas. De qualquer forma, isso não impede seu consumo diário, desde que seja com moderação.


www.emagrecerumdesafio.com
Fonte da imagem
Sabemos que incluir diversidade de frutas no cardápio diário traz uma série de benefícios para a saúde, mas será que as frutas secas também fazem parte? Geralmente usadas para fazer doces, alguns pratos quentes, decorar e enfeitar a mesa ou mesmo como petiscos, as frutas como ameixa seca, uva passa, damasco e outras ficam esquecidas quando compomos as refeições diárias. Mas não deveriam, pois existem inúmeros benefícios das frutas secas que acabam passando despercebidos.

Benefícios das frutas secas para a saúde


As frutas secas ou desidratadas que aparecem a mesa somente nas festas de Natal e fim de ano, podem oferecer muito mais do que um sabor diferenciado aos pratos. Graças à redução da porcentagem de água nas frutas, há um aumento na quantidade de vitaminas e minerais, por isso não só fazem bem a saúde, como têm um efeito potencializante. Conheça os benefícios das frutas secas e como aproveitá-las diariamente.

Ameixa


Uma ótima forma de energia indicada no combate à hemorroida e prisão de ventre por causa de seu poder laxativo. A ameixa possui também grande quantidade de fósforo e também contribui para reduzir sensação de fraqueza, além de estimular as atividades cerebrais. A ameixa também é rica em vitaminas do complexo B, por isso é indicada para combater o reumatismo, a artrite e a arteriosclerose.

Banana Passa


A banana passa é de grande valor nutritivo, é rica em vitaminas A, B e C, e ainda minerais como ferro, sódio, magnésio, potássio, fósforo e zinco. Ela previne infecções renais e doenças do fígado, além de problemas estomacais, paralisia, tuberculose e anemia.

Damasco


Rico em vitaminas A, B e ferro, o damasco é muito importante no transporte de oxigênio para as células, além de não ter gordura e ser altamente nutritivo.

Uva Passa 


A uva passa estimula a formação dos glóbulos vermelhos no sangue e ajuda no combate da anemia, das doenças renais e da hipertensão, além da função cicatrizante.

Dicas para incluir frutas secas nas refeições diárias


As frutas secas podem ser misturadas ao iogurte ou ao cereal matinal com uma boa opção para começar o dia com nutrientes no café da manhã. Para dar mais energia para o dia, a ameixa seca é uma ótima opção. Mais tarde, você pode misturar uvas passas com banana antes da prática de exercícios. E para o lanche da tarde, as frutas secas caem muito bem, pois aumentam a sensação de saciedade. A dica então é preparar um delicioso e variado mix de frutas secas com amêndoas. Essa sugestão, além de gostosa, também é prática, pois você pode levar na bolsa para qualquer lugar.

Fonte: Textual Conteudo


Até a próxima