Mostrando postagens com marcador lentes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador lentes. Mostrar todas as postagens

sábado, 11 de novembro de 2017

Miopia alarmante entre os jovens: tudo culpa de smartphones


As pessoas cada vez mais jovens sofrem de miopia. Nos próximos dez anos, na verdade 40% das pessoas com menos de 25 anos terão problemas de visão graves, enquanto hoje o percentual de crianças com deficiência visual é em torno de 20%. Culpa do smartphone: as crianças passam muitas horas com os olhos fixos no telefone móvel. O aviso é dos oftalmologistas mencionando um estudo publicado na revista médica The Lancet.
www.emagrecerumdesafio.com
Imagem: Pixabay

A miopia tem vários fatores, sendo os mais importantes o genético e o ambiental. A doença está associada ao esforço acomodativo, isto é, ver coisas pequeninhas muito de perto, em movimento ou no escuro.

De acordo com um estudo no mundo 25 milhões de pessoas sofrem de cegueira irreversível, enquanto 227 milhões são deficientes visuais. 

Para a Organização Mundial da Saúde oito em cada dez casos de cegueira e deficiência visual são evitáveis ​​com cuidados e prevenção adequada. A partir daqui é importante não subestimar os problemas de visão e agir em tempo hábil.

Fonte: MSN/Saúde
Até a próxima

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Problemas visuais: estrabismo, ambliopia e baixa visão


Uma em cada cinco pessoas no Mundo usam óculos. Entre os problemas de visão, está o estrabismo, ambliopia e baixa visão.
emagrecerumdesafio.com
Imagem Pixabay

O estrabismo é um distúrbio causado pela falta de paralelismo dos eixos visuais, devido a  desequilíbrios musculares óculo motores, o que afeta a correspondência sensorial e motora entre os dois olhos. Dependendo do desvio podemos ter estrabismos convergentes, divergentes e verticais.

O estrabismo convergente existe com frequência em crianças desde o nascimento até a idade dos cinco anos, e deve-se a maioria das vezes a problemas acomodativos.

O estrabismo divergente é na maioria dos casos mais tardio, e pode ter a ver com alterações musculares do tipo paralítico, ou com situações de baixa visão do olho que desvia. Quando existe desvio ocular permanente, a imagem que se forma na retina dos dois olhos, é diferente na medida em que cada olho fixa objetos diferentes. A sobreposição das duas imagens não é possível, sendo visualizados dois objetos diferentes , originando uma situação designada por diplopia, ou melhor dizendo, visão de duas imagens. Esta situação é extremamente confusa para o cérebro humano e este vê-se obrigado a eliminar uma das imagens de modo a que não haja confusão.

Deixa neste caso de haver binocularidade, ou seja, a pessoa vê só com um olho e deixa de ter possibilidade de perceber as coisas em 3D, situação esta que se não for corrigida poderá originar uma Ambliopia, ou Olho Preguiçoso.

A Compensação visual numa situação de estrabismo poderá ter várias vertentes, dependendo do tipo de estrabismo, e de repercussão deste na acuidade visual.

A utilização das lentes oftalmicas será sempre motivo de uma primeira abordagem, com utilização de lentes graduadas, com correção prismática ou não.

www.emagrecerumdesafio.com

Muitos dos estrabismos, são solucionados apenas com uma graduação adequada em óculos. Quando existe, para além do visual, um problema visual, um problema muscular, a solução poderá ter que passar pela cirurgia, que será tanto mais eficaz quanto mais precoce for.

Após a correção ótica e/ou a cirurgia, há que proceder à reeducação dos olhos, através de estimulação visual própria, e que poderá consistir apenas na utilização de oclusores no olho dominante, como também utilização de métodos de ortóptica destinados a promover e a estimular a fixação e a melhoria das acuidades visuais. Alguns processos são difíceis e morosos, mas que salvo raras exceções, conduzem a excelentes resultados. 

A ambliopia é também designada por olho preguiçoso. Trata-se de um olho que por motivos funcionais vê menos do que o olho contrário , fornecendo ao cérebro imagens de menor qualidade ou deformadas, que entretanto são abolidas, no sentido de não permitir a existência de diplopia.

O olho é "eliminado", ou excluído da sua função, situação esta que com o decorrer do tempo e se não for atempadamente corrigida, se vai agravando, e que poderá condicionar uma perda total da função visual, situação esta designada por ambliopia profunda. As ambliopias também devem ser corrigidas o mais precocemente possível, sendo a idade ideal até os cinco, seis anos.

A baixa visão ocorre quando há uma perda substancial da acuidade visual ou uma redução significativa do campo visual, o que condiciona uma limitação das tarefas do dia-a-dia.

Fonte: Forum Visão-Jornal da Região

Até a próxima

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Quais os melhores óculos de sol para conduzir?


O problema é de uma evidência atroz, e quais seriam as opções para solução? Quando os raios solares aumentam a sua intensidade e ofuscam a visão dos condutores, a solução está apenas na escolha dos óculos com lentes escuras para ter o problema resolvido? Não é bem assim e nem tão simples.

www.emagrecerumdesafio.com
Imagem ACP

Recomendações para escolha das melhores lentes


Filtros ultravioleta

Esta é uma das condições essenciais para uma boa compra, pois os filtros UV absorvem a quase totalidade dos raios UVA e UVB. A aplicação destes filtros não é exclusiva aos óculos de sol, podendo e devendo ser usados também em lentes incolores. Devem filtrar pelo menos 99% dos raios UVB e 95% dos raios UVA. Usar óculos de sol sem filtros UV é pior que não usar óculos, pois a retina dilata com as lentes escuras e aceita assim mais radiação nociva.

Lentes polarizadas

A luz solar vibra em todos os planos, onde reflete, pois não está polarizada. Quando os raios refletem em algumas superfícies como água, neve, a estrada, etc , é como se a luz vibrasse num só plano, geralmente horizontal. Lentes com cristais polarizados eliminam a componente horizontal da vibração da luz solar. São as lentes mais recomendadas para conduzir, esquiar ou praticar esportes náuticos.

Lentes fotocromáticas

As lentes com cristais foto cromáticos adaptam-se à radiação UV, escurecendo-se na proporção dos UV que recebem. São lentes que vão mudando de cor consoante a radiação solar a que estão expostas. Isto quer dizer que perante luz artificial são quase transparentes. São compatíveis com os cristais polarizados.

Como nos afetam as principais deficiências ao volante?

Graduação incorreta

Usar óculos com a graduação incorreta retira a capacidade de observar nitidamente os pequenos detalhes, sendo por isso necessário fazer uma verificação anual aos olhos. Os que enxergam mal ao longe poderão sofrer de miopia, ao passo que os que enxergam mal ao perto poderão sofrer de astigmatismo.

Ofuscamento

É a cegueira momentânea provocada por luzes fortes. A partir dos 65 anos são mais frequentes, transformando as viagens em um tormento. Cataratas são apontadas como uma das causas prováveis. Os que sofrem de hipermetropia também poderão sentir dificuldades na condução noturna.

Dificuldade em distinguir objetos

Ocorre quando a cor do objeto se confunde com a cor do funo. É o típico caso do carro de cor escura que circula em asfalto escuro em dia de chuva e nuvens carregadas: impossível distinguir.

Daltonismo

É uma deficiência com grande impacto, devido, por exemplo, à dificuldade em distinguir a cor de um semáforo à noite e à distância.

Se não sabe até que ponto pode estar afetado por uma deficiência visual, nada como iniciar os cuidados com um exame.

Referências: ACP

Até a próxima