Mostrando postagens com marcador Atividade física.. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Atividade física.. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Alzheimer: um em cada três casos poderia ser evitado


www.emagreceumdesafio.com
ABC News

De acordo com estudo da Universidade de Cambridge do Reino Unido, um em cada três casos de Alzheimer poderia ser evitado.



Uma equipe de investigadores britânicos, da revista The Lancet Neurology, publicou artigo em que relatou ter analisado dados da população para descobrir os sete principais fatores de risco para desenvolvimento de Alzheimer e são eles: 

⇢ Diabetes

⇢ Depressão

⇢ Tabagismo 

⇢ Hipertensão na meia-idade

⇢ Baixo nível de instrução

⇢ Obesidade na meia-idade

⇢ Sedentarismo (falta de exercício físico)

Com esta análise, descobriu-se que, ao reduzir cada fator de risco em 10%, quase nove milhões de casos da doença poderiam ser evitados até 2050.

Segundo os cientistas, um terço dos casos de Alzheimer podem estar relacionados com fatores ligados ao estilo de vida dos pacientes que podem ser modificados, como a falta de exercício e o tabagismo.

As atuais estimativas sugerem que mais de 106 milhões de pessoas em todo o mundo viverão com Alzheimer em 2050, mais de três vezes o número de pessoas afetadas em 2010.


Idosos mais saudáveis




Em 2011 outro estudo havia colocado a estimativa de prevenção de um para cada dois casos da doença que poderiam ser evitados.


Carol Brayne, do Instituto de Saúde Pública da Universidade de Cambridge, salientou que "Apesar de não haver uma única forma de tratar a demência, pode-se tomar medidas para reduzir o risco de desenvolvermos demência durante a velhice. Sabemos quais são muitos desses fatores e frequentemente estão ligados. Ao simplesmente combater o sedentarismo, por exemplo, pode-se reduzir os níveis de obesidade, diabetes e hipertensão e evitar que algumas pessoas desenvolvam a demência".

O líder dos estudos científicos da organização de caridade britânica para a investigação sobre o alzheimer a Alzheimer Research UK, Simon Ridley, acrescentou que ainda é preciso descobrir muito sobre a doença.

"Enquanto que a idade é o maior fator de risco para a maioria dos casos de Alzheimer, há vários fatores de estilo de vida e saúde em geral que podem aumentar ou diminuir as probabilidades de uma pessoas desenvolver a doença. No entanto, ainda não compreendemos completamente os mecanismos que relacionam estes fatores com o início do Alzheimer. Como ainda não há maneira de evitar o Alzheimer a investigação precisa continuar para conseguir conclusões mais decisivas sobre os fatores de saúde e ambientais e ajudarem as pessoas a reduzirem o risco, afirmou o cientista.

Lamentavelmente entre os fatores de risco, a maior proporção para os casos na Europa e Estados Unidos pode ser atribuída ao sedentarismo. De acordo com o estudo, um terço da população adulta destes países não pratica atividades físicas.

Fontes: ZAP/BBC


                                         Até a próxima


segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Deixar de fumar sem engordar é possível?





Geralmente quem fuma ou está acima do peso, aproveita a entrada do novo ano para fazer planos de começar um programa de emagrecimento e outros parar de fumar.

O medo de engordar é o principal impedimento à decisão de deixar de fumar. Não tem necessariamente que ser assim. Uma dieta, com alimentos depurativos, ajuda a cortar a nicotina sem que isso interfira com a sua silhueta.

Está decidido a deixar de fumar mas receia aqueles cinco ou seis quilos que se costuma engordar nestas circunstâncias? Para evitar desequilíbrios na alimentação deve procurar um nutricionista que irá orientá-lo, assim conseguirá deixar de fumar sem que a fome o domine. 

Porque se ganha peso quando se deixa de fumar? Ao deixar de receber a nicotina a que está habituado, o organismo produz uma série de mudanças que reduzem o gasto calórico e a destruição de gordura, fazendo com que os alimentos consumidos não se transformem em energia tão rapidamente como antes. Pode até nem ganhar peso mas também pode ganhar 10 kg.

O grande desafio está na necessidade de ocupar as mãos e a boca com algo e, geralmente, essa carência é compensada com lanches e doces que produzem uma sensação de bem-estar e ajudam a acalmar a ansiedade. Além disso, ao deixar de fumar, a comida ganha um novo cheiro e um novo sabor, tornando-se muito mais apetecível do que antes.

Atenção às vitaminas

Nas primeiras semanas, é importante aumentar o consumo de alimentos ricos em vitamina A (cenouras, espinafres ou atum), C (citrinos, quivis, tomate ou pimentões) e vitaminas do grupo B, que aceleram a eliminação de nicotina do organismo (gérmen de trigo ou levedura de cerveja). Também é útil comer muita fibra para estimular o trânsito intestinal, que fica mais lento logo depois de se deixar de fumar.

A orientação dos especialistas

● Durante a primeira semana beba muitos líquidos, especialmente água.

● Faça refeições leves e frequentes, comendo seis vezes por dia e evitando grandes quantidades.

● Coma três peças de fruta por dia (quatro se for em suco) e também hortaliça variada. Substitua o chá preto, o café e as bebidas alcoólicas por água ou sucos naturais.

 Tenha sempre consigo algo para petiscar, reduzindo a necessidade de fumar, como fruta, cereais e iogurtes magros.

 Aumente o consumo de carboidratos complexos e de fibra (cereais, pão de mistura e outros derivados). Prefira também pratos preparados no forno, a vapor, cozidos ou assados, evitando os fritos.

 Não exagere no sal porque aumenta a retenção de líquidos. Utilize alho, cebola, azeite, vinagre, salsa e/ou coentro para temperar, em vez de creme de leite ou maionese. Elimine molhos fortes e picantes.

Atenção aos doces

Quando sentir muita necessidade de comer coisas doces, em alternativa, optar por fruta (frutos que demorem a mastigar e com a casca, como, por exemplo, maçã), sucos naturais ou legumes como a cenoura. Pode mascar chicletes sem açúcar para combater a ansiedade.

O exercício e atividades físicas são aliados

Uma hora de caminhada consome as mesmas calorias que um maço de cigarros mas é saudável. Deixar de fumar sem fazer exercício físico é um risco porque implica uma redução no gasto de calorias (cerca de 200 calorias a menos) portanto, há que gastá-las. Além de ser benéfico para o organismo, o esporte reduz o estresse e a ansiedade.

Fonte lifestyle dieta para sete dias
                                                                                                                  

                                                   Até a próxima



sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

10 Hábitos comuns em pessoas bem sucedidas




www.emagrecerumdesafio.comQuem não gostaria de ter um dia de trabalho sem estresse? Para isso alguns hábitos devem fazer parte do nosso dia-a-dia.

Apesar de cada ter seu próprio ritmo natural – e sua própria trajetória profissional -, não há como negar que as pessoas matutinas são pessoas de sucesso. Basta perguntar a qualquer CEO.


Acorde uma hora antes

Existem 25 horas no dia: você não sabe disso porque está dormindo. Estudos mostraram que as pessoas que acordam muito cedo são mais otimistas e conscientes, e melhor em antecipar e minimizar os problemas. Acordar uma hora antes do seu horário normal demora certo para se acostumar, mas a partir do momento que isto se tornar um hábito, você não vai querer mudar.

Desfrute do silêncio

Acordar mais cedo permite que você aproveite momentos que nem todos conseguem: ver o sol nascer, ouvir o barulho dos pássaros acordando. Fique parado por um momento – sente-se e aproveite a calma da manhã. As pessoas passam pouco tempo apenas pensando. Respire fundo e curta o silêncio desta hora.

Visualize

As primeiras horas do dia são perfeitas para um momento de reflexão. Aproveite o silêncio e pense no que você quer fazer com o resto do dia. Visualize seus objetivos se realizando e outras metas que você quer atingir. Apenas imaginar essas coisas acontecendo já é o bastante para melhorar o seu humor e dar clareza para lidar com o dia a sua frente.

Tome o café da manhã

O tempo é um luxo: aproveite-o e nunca, nunca se esqueça de tomar um bom café da manhã. Sente-se com sua família e desfrute de momentos especiais antes mesmo de sair de casa. Isto ajuda a manter o bom humor e o foco durante o dia.

Mantra motivacional

Passo 1: reflita e descubra o que inspira você. Passo 2: Crie um mantra. Passo 3: Repita esta mesma frase todas as manhãs. Passo 4: respire fundo e relaxe. Você irá se sentir mais motivado e focado do que antes.

Exercite-se

Fazer qualquer tipo de atividade física pela manhã lhe dá o tipo de energia que você não irá conseguir de nenhuma outra forma, em nenhum outro horário. Você irá sentir que pode atacar qualquer problema que aparecer. Pesquisas recentes mostraram que é mais difícil pensar em desculpas para não se exercitar pela manhã; então adiante seu despertador 15 minutos para poder encaixar pelo menos uma corrida curta no seu dia.

Planeje seu lanche

A comida é o combustível do cérebro e ajuda a melhorar o foco, a produtividade e a memoria. Planeje seus lanches no começo do dia e não tenha que se preocupar mais com isso. Além do mais, comer pequenas porções regularmente mantêm o metabolismo ativo, o que ajuda a perder peso.

Comece pela tarefa mais complicada

Priorize a sua lista de coisas para fazer e coloque a tarefa mais complicada logo para o começo do dia. Em vez de passar o dia todo pensando e agonizando por saber que ainda falta terminá-la, livre-se de cara deste peso. Além disso, você irá se sentir muito mais motivado a começar –e terminar! - as outras atividades.

Livre-se da bagunça

Aprenda a se desapegar de tudo aquilo que está atrapalhando seu caminho. Deixar a mente limpa deve ser um hábito, mas as vezes é preciso se livrar fisicamente destas coisas. Então jogue tudo fora – revistas velhas, contas antigas, aplicativos que você não usa em seu celular, e veja como sua atitude muda durante o dia.

Vá para a cama mais cedo

Se você quer assistir a mais um episódio daquela série antes de dormir, pense novamente. Dormir bem é crucial não só para sua saúde mental e criatividade, quanto para controlar o peso. Quando seu ritmo biológico está confuso, todo seu sistema fica sobrecarregado. Uma boa noite de sono prepara-o para o sucesso.

Fonte: MSN


                                Até a próxima



quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Alerta articulações, dores são comuns a partir dos 40 anos



Dores nas articulações só atacam pessoas de idade? As articulações doem mais quando faz frio?

Estas são algumas das questões mais frequentes no que diz respeito à temática das articulações. Na verdade existem mais de 100 tipos de doenças reumáticas. Algumas são mais comuns a partir de certa idade, como é o caso da osteoartrite, ou osteoartrose, vulgarmente conhecida como artrose, mais comum a partir dos 40 anos. 

Embora as causas da artrose sejam múltiplas e não totalmente conhecidas, pode-se considerar que esta resulta da deterioração das articulações. Esta doença caracteriza-se pelo desgaste da cartilagem, um tecido elástico e flexível que reveste a extremidade dos ossos e que permite que estes deslizem uns sobre os outros com facilidade. Quando há esse desgaste ocorre fricção entre os ossos, o que causa dor, inchaço, rigidez, dificuldade de movimentação e até mesmo deformação da articulação. 

A artrose normalmente está associada ao aumento da idade, já que há uma acumulação dos riscos que provocam a doença à medida que envelhecemos. Embora os sintomas acima descritos sejam um sinal da deterioração das articulações, a evolução da doença é lenta, pelo que os doentes podem estar longos meses, ou mesmo anos sem sintomas. 

Além de ser mais comum com o avanço da idade, é também mais frequente em mulheres do que em homens, visto que as articulações ficam mais desprotegidas a partir da menopausa, devido à diminuição do nível de estrogênios. Há ainda outros fatores que podem aumentar a predisposição para esta doença, tais como: fatores genéticos, a obesidade, que aumenta o risco de artrose nas regiões com maior sobrecarga de peso, como o joelho e o quadril; lesões e fraqueza muscular e o desgaste das articulações devido a movimentos repetitivos, que exercem stress sobre determinadas articulações.

Apesar de incômodos e, em muitos casos, incapacitantes, os sintomas da osteoartrose podem ser aliviados através de determinados exercícios posturais, de alongamento e musculação, aumentando a qualidade de vida do doente. O importante é praticar atividade física moderada e compatível com a idade e condição física de cada um, se necessário, com o acompanhamento de um fisioterapeuta. 

Muitos doentes, sobretudo os idosos vivem de forma mais solitária e sofrem constantemente com dores, pelo que é importante que sejam estimulados a adotar estilos de vida mais saudáveis dos quais faz parte a prática de atividade física. Consultas regulares com o médico são também de extrema importância para o acompanhamento clínico.

Caminhe! 

Andar a pé é uma atividade que não exige muito esforço físico nem equipamento específico e, para quem sofre de dores nas articulações, pode ser muito útil para se sentir melhor. Se adotar uma boa técnica, as suas caminhadas serão, sem dúvida, mais eficazes e, por isso, mais benéficas, para as suas articulações, músculos e para sua saúde em geral. 

Prefira as caminhadas a exercícios demasiadamente intensos ou prolongados, pois estes podem esforçar ainda mais as articulações. É normal sentir alguma dor muscular depois de se exercitar, isto não deve ser motivo de alarme. Mas se essa dor aparecer enquanto faz o exercício, é preciso estar atento para avaliar ser o movimento está ou não a ser mal executado.

Cuide das suas articulações

Se forem mais sobrecarregadas do que o habitual, as suas articulações podem também ressentir-se, sobretudo as da coluna vertebral. Para quem trabalha muitas horas sentado, é importante que não permaneça muito tempo na mesma posição, uma vez que constituiu uma sobrecarga para a coluna, o quadril e os joelhos. 

Aproveite os períodos de descanso e as idas ao banheiro para se movimentar. É ainda muito importante trabalhar a sua postura, seja com quem que idade for, uma vez que pode prevenir muitas lesões e evitar o desgaste das articulações. Deve também optar por calçados confortáveis e evitar saltos muito altos.


                                       Até a próxima


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Retardar o processo de envelhecimento é possível


Quer queiramos ou não não há como evitar o envelhecimento. É um processo lento, e por isso podemos abrandá-lo.

O processo de envelhecimento até os 35 anos mal se nota. Talvez apenas nós mesmas tenhamos notado que a qualidade da nossa pele não é mais a mesma. A partir dessa idade, as células, a pele inclusive, começam a multiplicar-se mais lentamente.

O significado disso é

Serão notados os primeiros sintomas de envelhecimento cutâneo. A pele fica mais fina, especificamente , a parte exterior ou epiderme, e surgem algumas rugas e manchas. Na derme, a substância de contenção e de apoio aos vasos sanguíneos, células e nervos, começa degradar-se, sobretudo mas áreas de exposição solar.

Podemos perceber também

⇢ A atividade cardíaca e as funções renais diminuem.
⇢ O sistema imunitário debilita-se.
⇢ A pele perde firmeza e elasticidade.
⇢ Os genes danificam-se, o que implica a exposição a mais doenças.

A forma como se envelhece herda-se

Apesar de ainda não ser clara a relação existente entre o genes e o envelhecimento, é inegável que sim. Basta observar: se pertence a uma família de longevos, possivelmente também o será. Se a qualidade da pele de sua mãe e avó era excelente, é bastante provável que tenha herdado parte deste fantástico legado.

Como existem outros fatores para o envelhecimento convém não descuidar-se: doenças anteriores, a alimentação, se pratica esportes, se é fumante ou não. Se é viciada em sol, corre maior risco de envelhecer mal e rapidamente. O envelhecimento da pele dá-se de duas formas: o envelhecimento natural, relacionado com a idade e o envelhecimento provocado pelo sol, que pode modificar e se sobrepor ao envelhecimento natural.

Assim sendo a forma de envelhecer depende da cor da pele, olhos e cabelo, características que se herdam dos pais e da forma e intensidade com que se expõe ao sol. Sobretudo as peles mais morenas vão ficando com a pele amarelada e com rugas profundas, as de pele mais clara ficam com a pele fina e com finos raios de sangue que lhe dão uma cor avermelhada, e com baixa tolerância ao sol e calor.

Eu e meu marido temos a mesma idade, ele parece mais novo. Porquê?

⇢ Mito. Ouvimos isso desde sempre, os homens não envelhecem melhor, não há um só estudo que o demonstre. Além disso a espectativa de vida é maior nas mulheres. Ter filhos e apanhar sol a mais tem suas consequências.

Uma mulher africana aos 60 anos parece ter 20 anos a menos do que um a europeia ou americana da mesma idade. Porquê?

⇢ A resposta está precisamente na cor da pele. As mulheres negras tem a proteção natural contra o sol e que impede o efeito do envelhecimento por este provocado venha sobrepor-se ao envelhecimento natural.

Posso envelhecer melhor, como?

A melhor forma de atrasar o envelhecimento cutâneo passa pelo bom cuidado diário, evitando limpezas excessivas e aplicando hidratante adaptado ao seu tipo de pele, protegendo-a do sol usando protetor solar com índice de proteção superior a 15, 30 e até mais, lembrando sempre que a exposição ao sol além de acelerar o envelhecimento também favorece o câncer de pele. Evitando exposições em excesso desde a infância e adolescência e também a exposição a medicamentos como alguns antibióticos e anti-inflamatórios. 

A alimentação deve ter proporções moderadas e equilibradas, evitar gorduras e não ultrapassar 50 mg de álcool por dia. O exercício físico também é importante, bem como reduzir o estresse, trabalhando diariamente técnicas de respiração e relaxamento. E quanto ao cigarro, não é bem-vindo em qualquer cenário. 

Sintetizando, para retardar o processo envelhecimento

⇢ Mantenha um estilo de vida equilibrado
⇢ Tenha sua alimentação rica em frutas e verduras.
⇢ Evite consumir produtos tóxicos.
⇢ Pratique exercício físico com regularidade.
⇢ Rotina de higiene adequadas ao seu tipo de pele.
⇢ Evite exposição solar excessiva e quando a fizer que seja com toda proteção

Inimigos da pele e aliados das rugas

⇢ Sedentarismo e falta de exercício físico.
⇢ Alimentação rica em gorduras e açúcares.
⇢ Abuso do consumo de álcool e cigarro.
⇢ Estresse e falta de descanso.
⇢ Exposição demasiada ao sol.
⇢ A secura ambiental e a poluição.

Fonte: sapo.pt

                            Até a próxima


segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Sinais do corpo, não tão óbvios, ligados ao estresse


Sabemos que o stress pode ser causado pela ansiedade e depressão e que pode ser associado à dor de cabeça, muito cansaço (especialmente ao acordar), problemas de memória, irritabilidade exagerada, hipertensão, psoríase, asma. 



Mas há outros sinais emitidos pelo corpo que, também são sinais de stress, como por exemplo sonhos bizarros frequentes, queda de cabelo excessiva. O principal contratempo relacionado ao stress é que ele prejudica o sistema imunológico, responsável por defender o corpo da proliferação de células cancerosas, vírus e bactérias. Ao ficarmos estressados ficamos também vulneráveis a qualquer tipo de problema; desde uma simples alergia até um câncer.


Para evitar que o estresse tenha um efeito devastador sobre a vida e saúde, é necessário ter atenção aos sintomas.

Gordura abdominal: o estresse pode facilitar o acúmulo de gordura na região abdominal. Quanto estamos ansiosos, o corpo liberta adrenalina e cortisol, que causam a sensação de fome, e geralmente a satisfazemos com carboidratos ou gorduras, que vão exatamente para a região do abdomem.

Tremores nos músculos: notadamente os músculos dos olhos, é um sinal de estresse muito comum porque o stress pode causas espasmos na pálpebra. Apesar deste sintoma não ser doloroso pode tornar-se irritante, especialmente se durar muito tempo. A boa notícia é que é um problema de fácil controle, normalmente param quando os níveis de estresse descem.

Pesadelos recorrentes: Sonhos expressivos e estranhos ou sonhar com a mesma coisa, como uma reprise, por várias noites pode ser um sinal de estresse. Mesmo que lhe pareça que é possível lidar com estes sonhos, não os desvalorize e tente perceber o que está na sua base. Até porque sonhos recorrentes, especialmente os desagradáveis, podem trazer problemas para adormecer, enquanto que sonhos muito vívidos não permitem o descanso necessário.

Problemas de intestino e estômago: o estado mental e emocional têm forte impacto no estômago. Os intestinos, por estarem ligados, facilmente sofrem as consequências. Os sintomas podem ir dos mais leves como uma indisposição a sintomas mais graves como dores de barriga constantes, alergias, diarreia a eté úlceras. O exercício físico ajuda no combate a estes problemas.

Dores no maxilar ou de dente: Mesmo que consiga desconsiderar o estresse, o seu subconsciente não o esquece e, à noite pode levá-lo a ranger os dentes. Além de isto podem causar problemas permanentes aos dentes vai ter a sensação de maxilar dolorido.


Queda de cabelo ou alterações: As alterações no cabelo são um dos sinais de stress mais comuns. Se sofre de estresse, é possível que comece a notar que o cabelo está caindo mais do que o normal durante o banho ou quando o penteia. Também é normal que comece a ver cabelos brancos, especialmente se é um fator genético.

Irritações na pele e coceira: Se a sua pele está hidratada e, ainda assim, sente coceiras, é possível que seja culpa do stress. Também o surgimento de um eczema novo ou ressurgimento de um antigo é sinal de alarme, pois o estresse diminui o sistema imunitário, deixando a pele mais susceptível a infecções ou irritações.

Dores e menstruação irregular: Para algumas mulheres,a semana da menstruação é sempre difícil e dolorosa. Mas se o estresse se instala é certo que as cãibras e dores serão mais fortes. Em alguns casos a ansiedade causa atrasos e pode até fazer com ela pare, a chamada amenorreia. O descontrole dos hormônios é pouco saudável, além de, em casos extremos, ser o responsável pela infertilidade.

Acne: Inesperadamente tem uma crise de acne, saiba que o stress causa inflamação e oleosidade nos poros, o que causa acna nos adultos. Se já tentou cremes específicos, cortar certos alimentos ou outros tratamentos, e o problema persiste, analise, pois a causa poderá ser o estresse.

Ficar doente regularmente. É claro que uma gripe ou indisposição podem acontecer a qualquer um e em qualquer época. Mas se sente que á atacada por um vírus antes de cada evento importante, então provavelmente a culpa é do stress. Este diminui o sistema imunitário, tornando-o mais suscetível a doenças.
Fonte: Activebeat

Os tratamentos 

A prática de exercícios físicos, a adoção de uma alimentação balanceada, utilizar técnicas de relaxamento e respiração profunda e ter uma visão realista dos acontecimentos, são algumas das estratégias para prevenção e controle do estresse. Para os casos em que não for possível regular os níveis de tensão, o correto é procurar ajuda profissional. 


                                              Até a próxima

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Dores nas costas evita-se mudando a postura


www.emagrecerumdesafio.com

Dores nas costas geralmente, é o resultado da má postura. 
Seja enquanto trabalha diante do computador, ao realizar atividades domésticas, vendo televisão, descansando, comendo ou simplesmente caminhando. Para evitar as dores e ter qualidade de vida melhor, é necessário corrigir a postura corporal.

E o que fazer para corrigir?

Pode fazer exercícios para melhorar a postura ou apenas ter mais atenção no dia-a-dia, evitar certos hábitos que prejudicam a boa postura. 

Algumas mudanças possíveis para evitar as dores na coluna e demais partes do corpo:

⇢ Postura ao andar, tente caminhar da forma mais ereta possível, olhando para a linha do horizonte, nem sempre é fácil porque as pessoas estão desabituadas. Nesse caso, treine com um livro na cabeça. A postura ereta deve permanecer ao limpar a casa, seja ao esfregar o chão ou usar o aspirador de pó.

⇢ Colchões semi-rígidos ou de espuma são os mais adequados para melhorar a postura corporal, uma vez que distribuem por igual o peso do corpo.

⇢ Ao vestir a roupa e colocar calçados tente ficar em uma posição confortável, evitando dobrar o corpo o que pode causar uma torção.

⇢ A atenção deve permanecer ao sentar-se, sendo que o melhor é permanecer alinhado à cadeira, evitando posturas tortas ou cadeiras que não permitam encostar os pés no chão.

⇢ Ao levantar da cama, não deve ser de qualquer forma, primeiro sente-se depois levante-se, isso evitará possíveis torções.

⇢ Evite carregar bolsas muito pesadas, não use saltos altos de modo excessivo e procure dormir com uma almofada entre os joelhos.

⇢ Em caso de sobrepeso, faça o possível para perder peso e fortaleça os músculos abdominais, além de praticar frequentemente alongamentos musculares, como espreguiçar-se, ajuda bastante.

⇢ Evite cruzar as pernas ao sentar-se, os pés devem sempre estar bem apoiados.

⇢ Outras atividades que ajudam a melhorar a postura são nadar, correr e dança de salão.

                                Até a próxima


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Conheça 10 doenças associadas à obesidade

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a obesidade tornou-se uma epidemia global, duplicaram desde 1980. 

O problema atinge um elevado número de pessoas em todo o mundo e, entre as principais causas desse crescimento, estão o modo de vida sedentária e uma má dieta alimentar. O exercício físico pode contribuir decisivamente para a redução do peso corporal, para a modelação do corpo, para a melhoria da condição física e para a prevenção e tratamento dos problemas de saúde que favorecem a obesidade. Contudo, para que estes benefícios sejam reais e evidentes, é necessário ter em conta algumas considerações.

www.emagrecerumdesafio.com
Antes da escolha da atividade e do início da prática de exercício, é indispensável a realização de uma consulta médica, tendo em conta que podem existir algumas limitações ou contra indicações e sejam necessárias algumas recomendações para o caso específico. Normalmente, as atividades mais recomendáveis para pessoas obesas são os aeróbicos ou de resistência, como caminhadas,  natação e ciclismo.

Todavia, é fundamental que os exercícios sejam realizados de forma regular, progressiva e moderada, de forma a evitar esforços bruscos, muito intensos ou demasiado prolongados. Por outro lado, muito embora o exercício físico contribua para a regularização dos hábitos alimentares e aumente o consumo calórico diário, para que haja uma perda significativa e estável de peso, o exercício deve ser acompanhado por uma dieta baixa em calorias.

Há uma grande preocupação médica com o risco elevado de doenças associadas ao sobrepeso e obesidade.

Segundo a OMS, os níveis de obesidade no mundo duplicaram desde 1980. Em 2008, 1,4 biliões de adultos acima de 20 anos estavam acima do peso, sendo que desses, 200 milhões de homens e 300 milhões de mulheres eram obesos. E os dados são ainda mais alarmantes. 65% da população mundial vive em países onde o sobrepeso e a obesidade matam mais do que condições relacionadas com o baixo peso. Em 2011, 40 milhões de crianças abaixo da idade de cinco anos estavam com sobrepeso.

Os 10 principais problemas de saúde que a obesidade pode causar

 Hipertensão
Milhões de pessoas sofrem deste mal, que também é um fator de risco para doenças do coração. A pressão arterial tende a aumentar com o aumento de peso e com a idade. Quem está acima do peso e tem pressão alta, com uma perda de peso de cerca de quatro quilos, pode surpreender-se com a regressão dos níveis da pressão arterial para valores seguros.

 Infecções de pele
Obesos e indivíduos acima do peso podem ter dobras na pele. Essas dobras podem ficar irritadas pelo atrito e suor, o que pode dar origem a infecções de pele.

 Doenças coronárias
A obesidade é um importante fator de risco para desenvolvimento de doenças coronárias, com risco de provocar um ataque cardíaco. Quem está acima do peso tem mais probabilidade de vir a sofrer um ataque cardíaco antes dos 45 anos. Adolescentes obesos têm um risco maior de ter um ataque cardíaco antes dos 35 anos do que adolescentes não obesos. Assim como no caso do diabetes, perder entre sete a nove quilos ajuda a reduzir o risco de doenças do coração. Exercitar-se regularmente reduz ainda mais este risco.

 Diabetes tipo 2
A obesidade é considerada como um dos fatores mais significativos para o desenvolvimento de resistência à insulina, que acaba por levar à diabetes tipo 2. De acordo com a OMS, mais de 90% dos diabéticos no mundo têm este tipo da doença. Estar acima do peso ou ser obeso contribui para a diabetes e torna as células mais resistentes aos efeitos da insulina. Uma perda de peso de 7 a 9 quilos ajuda diminuir substancialmente este risco.

 Eleva o colesterol
É uma das principais causas de ataques cardíacos. O tipo de colesterol que está envolvido no aumento deste risco é o LDL. Quando os níveis de LDL aumentam, o risco de doenças coronárias sobe 20%. E, novamente, perder peso ajuda a controlar os níveis de LDL.

 Câncer
O excesso de peso aumenta em 50% o risco de desenvolver diversos tipos de câncer.

 Dores lombares e articulares
A obesidade é um dos fatores que mais contribuem para as dores lombares e articulares. O excesso de peso pode causar lesões nas partes mais vulneráveis da coluna vertebral (as sobrecarregadas pelo peso corporal). Estar acima do peso também aumenta o risco de desenvolver osteoporose, artrite e osteoartrose.

 Pedras na vesícula biliar
www.emagrecerumdesafio.comEstar muito acima do peso aumenta o risco de desenvolver pedras na vesícula, especialmente nas mulheres.Elas ocorrem quando o fígado elimina uma quantidade elevada de bílis, a qual é armazenada na vesícula biliar.A bílis tem a função de ajudar a dissolver as gorduras, e uma dieta rica em gorduras aumenta a sua produção. 
As pedras na vesícula são mais comuns em mulheres mais velhas e com história familiar da doença.

 Úlceras
A obesidade pode contribuir para o desenvolvimento de úlceras gástricas. Estas ocorrem quando existe um desequilíbrio no estômago pelo aumento de ácido gástrico segregado. O risco é maior no caso dos homens.

 Infertilidade
Mulheres com excesso de peso apresentam um risco mais elevado no que se refere a problemas de infertilidade, assim como de câncer do ovário. O nosso organismo deve ter um peso adequado para produzir a quantidade certa de hormônios e regular os processos de ovulação e menstruação. Os homens obesos revelam maior probabilidade de desenvolver problemas de mobilidade e produzir menor quantidade de espermatozoides.

São diversos os problemas de saúde que podem advir da obesidade, e tendo em consideração que é algo totalmente passível de prevenção, não há desculpas. Afinal, prevenir não é impossível.

Fonte: Msn Portugal


                                  Até a próxima

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Hipotensão arterial, como preveni-la?


Trata-se do ritmo cardíaco mais pausado do que o normal. Pode ser produzida por uma descida do volume do sangue e pela dilatação dos vasos sanguíneos, isso faz com que o sangue demore a chegar aos órgãos vitais, como o cérebro, originando enjoos e desmaios.

www.emagrecerumdesafio.com
Não é considerada uma doença em si, podendo estar relacionada com doenças graves como infarto do miocárdio, diabetes, embolia pulmonar, síndrome de Shy-Drager (foi identificada em 1960 consiste no distúrbio degenerativo do sistema nervoso autônomo) e também doença de Addison (insuficiência adrenal).

De acordo com o Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue dos Estados Unidos, uma pessoa tem hipotensão quando a sua pressão arterial assinala abaixo de 90/60.

O que a provoca
➺ Medicamentos como ansiolíticos e vasodilatadores e diuréticos podem provocar hipotensão.
➺ Consumo de drogas e álcool.
➺ Determinadas arritmias, diabetes não tratada ou alergias.
➺ Jejum e uso prolongado de remédios para emagrecer. 
➺ Permanecer em pé ou sentado por muito tempo.
➺ Desidratação ou uma hemorragia
➺ Em resposta a uma experiência de grande impacto emocional.
➺ Por não ingerir líquidos suficientes, são fatores que podem desencadear.

Sintomas

Quando a pressão arterial encontra-se baixa, podem surgir visão turva, desorientação, vertigens, enjoos, sonolência, suores frios, taquicardia e desmaios, que variam de intensidade conforme o caso.

Recomendações


➺ Quando estiver deitado e for levantar-se faça-o com cuidado quando estiver deitado, sente-se primeiro e permaneça alguns minutos antes de ficar em pé.
➺ Verifique os medicamentos que está fazendo uso.
➺ Pratique exercícios físicos regularmente.
➺ É fundamental seguir uma dieta rica em legumes e frutas.
➺ Beber no mínimo dois litros de água.
➺ Eliminar o consumo de bebidas alcoólicas.
➺ Evitar laxantes a menos que sejam prescritos pelo médico.

Diagnóstico e tratamento

www.emagrecerumdesafio.comO diagnóstico é feito por exame clínico e o levantamento da história do paciente. É determinado pela gravidade e causas dos sintomas.Ocorrem com frequência no início da gestação e está relacionada com a ação do hormônio relaxina sobre as veias. Recomenda-se que a gestante dê conhecimento a seu obstreta ao sentir os sintomas.

Nos casos de queda brusca da pressão arterial, algumas ações podem ajudar a controlar a crise:


A pessoa deve deitar-se de forma confortável, com os pés mais elevados do que o coração e a cabeça, também ingerir líquidos em pequenos goles, preferencialmente suco de frutas se estiver em jejum a muito tempo. Se ultrapassarem 15 minutos deve-se procurar o médico.


                                Até a próxima


sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Sintomas e formas de prevenção de ataques cardíacos, em mulheres


O ataque cardíaco é uma das principais causas de mortes em todo o mundo. 

Formas de prevenção, sintomas e diferenças para os acidentes cardiovasculares  masculino.
Ocorre devido a uma interrupção de fornecimento de sangue para uma parte do coração, causando a morte das células. O fornecimento de sangue é interrompido em geral pelo bloqueio de uma artéria do coração.

www.emagrecerumdesafio.comAs doenças cardiovasculares são também a principal causa de morte das mulheres e por isso devem estar atentas aos sintomas já que tem características diferentes. Os sintomas eminentes de um ataque cardíaco são semelhantes para ambos os sexos. Entretanto, nas mulheres podem ocorrer sintomas adicionais, como por exemplo.

↦  Desconforto repetitivo no peito;
↦  Dor aguda ou desconforto entre os omoplatas;
Sensação de fraqueza ou fadiga, acompanhada de náuseas, tonturas, vômitos e às vezes azia;
↦  Aumento inexplicável no batimento cardíaco repentino;
↦  Soluços que acontecem de repente;
↦  Dificuldade respiratória;
↦  Desmaio.

Há mulheres que o ÚNICO sintoma apresentado é a falta de ar

↦ Nas mulheres em risco de sofrer um ataque cardíaco o sinal de advertência mais comum é a falta de ar. Geralmente são confundidos com cansaço, pelo fato de estarem ofegantes. 
↦ Metade delas sentem franqueza súbita com ou sem falta de ar.
↦ Sensação de uma onda de calor ou uma sensação de sentir frio e calor ao mesmo tempo. Pode acontecer de começar a transpirar sem razão aparente.
↦ Tonturas, náuseas, indigestão, azia também é comum aparecer sem razão aparente.
↦ E a clássica dor no peito, estende-se das costas, ombros, pescoço, braços e algumas até a mandíbula.

Na ocorrência de algum destes sintomas é necessário submeter-se a um teste simples para verificar se trata-se de um AVC ou Ataque cardíaco.

↦ Olhar-se no espelho e observe: há apenas um lado do rosto a responder quando sorri?
↦ Tentar levantar os braços: é possível levantar os dois braços da mesma forma?
↦ Pronunciar palavras simples: Elas soam de forma estranha?
Se for positiva a resposta, pode já ter acontecido um ataque ou estar na eminência de ter um. Ao perceber estes sintomas a atitude correta e rápida deverá ser a procura de socorro no hospital mais próximo, para tratamento imediato. Mesmo que haja um engano na suspeita, não deixar de fazer pelo menos um eletrocardiograma.

Existem formas de prevenir estes acontecimentos: estilo de vida saudável, no que toca a alimentação, vícios e exercícios físicos.

Aos 20 anos

É a idade ideal, segundo especialistas, para fortalecer o coração. O metabolismo aceita esforços adicionais, recupera-se rapidamente e permite performances que, com mais idade, serão mais difíceis de conseguir. Aconselham-se corridas de 30 minutos, se possível acrescentar exercícios de academia. Óbvio que sempre monitorando os esforços físicos, em especial de forem constantes. E ter sempre atualizados eletrocardiogramas, que permitem avaliar complicações como aneurismas (nem sempre há sintomas), arritmias, entre outros.

Muitos problemas cardíacos são hereditários e como consequência nos manifestam-se cedo.

Aos 30 anos

Muitos problemas cardíacos são hereditários e não manifestam-se cedo. Razão para a partir dos 30 anos aumentar os cuidados. Homens com muita atividade física e com mais de 35 anos devem fazer a cada cinco anos eletrocardiograma que permita ver as ondas elétricas do coração - este exame visa, essencialmente, prevenir problemas de arteriosclerose que identificados atempadamente são mais facilmente tratados.

Aos 40 anos


www.emagrecerumdesafio.comSe faz necessário um exame de rotina, acrescentando desta a verificação de proteína C-reativa (CRP), que permite analisar os níveis de inflamação. Quanto maior o nível de CRP maiores as probabilidades de um ataque cardíaco, convém mantê-los sempre baixos. Evitar o excesso de peso e praticar exercícios físicos são fundamentais.

Aos 50 anos e em diante


Os problemas cardíacos tendem a surgir nessa idade. É a idade crítica para que doenças coronárias e convém monitorar com maior frequência o comportamento do coração após esforços intensos. A prova de esforço a cada 5 anos pode ser o ideal para verificar se existe alguma complicação. Também ajudam a prevenir possíveis problemas de arteriosclerose e de dores no peito, muito comuns após um exercício intenso. alerta sempre para alterações no ritmo cardíaco, tonturas, podem ser sintomas e não devem ser desprezados.

Hábitos saudáveis, exercícios físicos, ausência de vícios, controle de colesterol, triglicerídeos, eco cardiograma após os 40 anos, para mulheres exames de mamografia e ecografia das mamas e papanicolau são indispensáveis. Prevenir, sempre!

Pesquisa em MSN

                                       Até a próxima


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Estrias na gravidez


Uma situação comum na gravidez e não apenas. Preocupa muitas mulheres, é o surgimento de estrias. Tratam-se de marcas ou linhas que aparecem na superfície da pele, provocada pelo rápido e excessivo estiramento. É importante saber que as estrias podem aparecer durante ou depois da gravidez, causadas não só pelo aumento de peso, como também associado a alterações hormonais. 

www.emagrecerumdesafio.comA pele do abdômem, quando estica muito em pouco tempo devido ao crescimento do bebê, sofre uma desfragmentação de suas fibras de elastina e colágeno, presentes na sua camada intermediária, a derme. Quando as fibras da sua pele se rompem, surgem pequenos espaços que permitem mostrar os vasos sanguíneos existentes na camada mais profunda da pele, por isso, numa fase inicial, as estrias apresentam uma cor rosada. Se aumentar bastante o peso e a barriga crescer muito rápido, a probabilidade de aparecerem estrias é maior.

As estrias apresentam-se inicialmente como linhas ou riscas avermelhadas, que podem causar uma alguma coceira. Contudo, a sua cor pode variar, dependendo da cor natural da pele. Naturalmente, as estrias surgem por aproximadamente pela segunda metade da gestação , mas há casos em que aparecem antes e ainda há os que podem aparecer mais tarde. 

As regiões mais comuns para o surgimento das estrias são na barriga e mamas, mas também podem afetar outras regiões como o interior das coxas ou as nádegas.

Não acontece a todas as mulheres.

O aparecimento das estrias pode variar de mulher para mulher. Fatores como uma menor elasticidade da pele, ou um rápido aumento de peso corporal ou a utilização prolongada de medicamentos corticóides, podem aumentar a probabilidade de desenvolvimento de estrias. Existe também o fator da história familiar: se a mãe desenvolveu estrias ao longo da vida, há uma maior possibilidade que também lhe aconteça o mesmo. Se já teve episódios de grandes oscilações de peso no passado, a sua pele possivelmente está mais fina e mais propensa ao aparecimento de estrias.

Prevenir no futuro

Atualmente, os tratamentos disponíveis são parcialmente efetivos, pois não removem as estrias completamente. Assim, a melhor forma de combater o aparecimento de estrias reside na prevenção. Há alguns hábitos que pode começar imediatamente a ter, se é que já não os tem. Hábitos muito simples que podem fazer a diferença entre ter muitas estrias e quase não notar a sua presença.

Fixe a ideia de que tem de manter a pele hidratada o máximo possível. Beba muita água ao longo do dia e massageie a pele com creme hidratante ou óleo indicados especificamente para a prevenção de estrias. Naturalmente, uma dieta controlada e direcionada especificamente também devem ser levadas em conta.

www.emagrecerumdesafio.comO controle do peso deve ser feito, não apenas na gravidez. É natural que na gravidez o peso aumente, mas isso deve acontecer de forma gradual e lenta. As recomendações de ganho de peso durante a gravidez variam de acordo com o peso da gestante. Uma outra forma de tentar prevenir o aparecimento de estrias é a prática de exercícios físicos. Esta é uma das formas mais importantes para controlar o peso e a saúde da pele

Em combinação com o exercício físico deve haver a hidratação da pele. A pele alimenta-se de água, de hidratantes naturais. É essencial manter a pele da barriga e mamas hidratadas  para que as estrias nem tenham hipóteses de manifestar-se. Tenho, no entanto, especial atenção aos componentes do seu hidratante, que podem eventualmente ser absorvidos pela corrente sanguínea até o bebê.

                                  Até a próxima