Mostrando postagens com marcador Alho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Alho. Mostrar todas as postagens

sábado, 2 de dezembro de 2017

10 alimentos que causam mau hálito



É bem sabido que uma fraca higiene bucal e a consequente proliferação bacteriana estão entre as causas da halitose. No entanto, mesmo indivíduos sem patologias particulares e atentos à sua boca podem sofrer. Estima-se que este distúrbio afeta mais de 20% da população. A principal causa? Alimentos ingeridos: aqui estão os principais.

Jejum
Parece estranho, mas mesmo a ausência de comida pode causar um mau cheiro na respiração. Um exemplo? Pela manhã.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Alho
Também será um antibiótico natural, mas seus efluentes são muitas vezes "mortais". A solução? Uso moderado e de preferência frito.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Cebola e alho-poró
Dois outros elementos que dão à respiração um cheiro intenso. Aqui também, o conselho é um uso moderado,  após o cozimento.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Caril
O pó amarelo ocre é realmente um ingrediente muito "perigoso" para a respiração. Na verdade, é criado a partir da mistura de especiarias, incluindo pimenta caiena, coentro, dentes de  alho, cardamomo, feno-grego, canela, pimentos, cebola e gengibre: o que esperávamos?
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Molhos
Dá aos pratos um sabor incrível, devido à presença de alho, cebola e especiarias. Mas convém prestar melhor atenção aos ingredientes.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Café
O café retarda a produção de saliva. Um remédio natural para a eliminação de bactérias na boca, o conselho é, como no sul da Itália, beber um copo de água após o café.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Queijo
O problema é muito mais comum em indivíduos intolerantes à lactose.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Carne
Uma alimentação rica em lipídios (alimentos gordurosos) resulta em altos níveis de acidez que produzem um cheiro desagradável no hálito. É melhor tomar muitos líquidos durante e após o consumo.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Vinho
Inibe a formação de saliva na boca, desidratando a cavidade oral e consequentemente causando halitose. 
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Açúcar
Treats, bolos e doces  promovem a proliferação bacteriana. Escove os dentes após o consumo.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Pimentões, repolho, brócolis
Alguns vegetais com sabor intenso podem gerar halitose.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay
Remédios para a halitose
A higiene bucal diária é fundamental. Coma legumes frescos e fibrosos, como cenouras e erva-doce. Beba muitos líquidos. Para as "emergências", o método antigo de goma de mascar continua a ser válido e acima de tudo uma pequena garrafa de água próxima à mão.
www.emagrecerumdesafio.com
© Pixabay

Fonte: MSN/Saúde

Até a próxima


sábado, 14 de janeiro de 2017

Hortelã, solução para o bafo de alho, indica estudo




Alho - consumidores amam ou odeiam o sabor, mas uma coisa é certa, ninguém gosta do cheiro. Agora, os amantes de alho podem ter uma nova solução para o seu problema de halitose. Uma pesquisa publicada recentemente no periódico científico Journal of Food Science concluiu que mastigar folhas cruas de hortelã é a forma mais eficaz de acabar com o bafo de alho.
www.emagrecerumdesafio.com
Foto: Getty Images

Pesquisadores da Universidade Estadual de Ohio deu aos participantes três gramas de cravo soft neck, alho para mastigar durante 25 segundos, e depois, maçã crua e aquecida, alface cru e aquecido, folhas de hortelã e chá verde. Os voláteis responsáveis ​​pelo bafo de alho incluem dialil dissulfeto, alilo mercaptana, dissulfeto de metil-alilo e sulfeto de metil-alilo. Os níveis de voláteis no ar após o consumo foram analisados ​​por espectrometria de massa de tubo de fluxo de iões selecionados.

Maçã e alface crus diminuíram a concentração de voláteis no hálito em 50% ou mais nos primeiros 30 minutos. Folhas de hortelã tinha um nível de desodorização maior em comparação com a maçã e alface crus para todos os compostos voláteis medidos. Suco de maçã e suco de hortelã reduziram os níveis de compostos voláteis, mas não de forma tão eficaz como a mastigação da maçã e hortelã cruas. Ambos, maçã aquecida e alface produziram uma redução significativa de voláteis. O chá verde não teve nenhum efeito sobre os compostos de desodorização de alho.

Segundo as pesquisadoras, os alimentos desodorizam a respiração através de dois mecanismos. Em primeiro lugar, as enzimas em alimentos crus ajudam a destruir os odores, e, em seguida, compostos fenólicos em ambos os alimentos crus e cozidos destroem os materiais voláteis. É por isso que os alimentos crus foram geralmente mais eficazes porque contêm ambas as enzimas e os compostos fenólicos.


Fonte: sciencedaily

Até apróxima


terça-feira, 30 de agosto de 2016

No alho, uma série de benefícios para a saúde


Já imaginou a dieta mediterrânia sem o alho? O seu sabor forte e cheio de personalidade é titular de uma série de benefícios para a saúde. Tenha o alho sempre à mão e use-o sempre.
 title=
Imagem  Pixabay

Da família da cebola, do alho francês e da cebolinha, o alho é usado há milênios, com fins culinários e medicinais. Há mais de 200 espécies, mas a mais comum é o Allium sativum, originária da Ásia Central.

O alho é roxo ou rosa e, dependendo dos anos e do solo. O seu sabor pungente e picante é bastante característico e acredita-se que possa ser um mecanismo de defesa da planta contra animais predadores.

O bolbo do alho é a parte mais consumida, embora as folhas e as flores da cabeça do alho também sejam comestíveis. Na variedade mais comum, o bolbo está dividido em vários “dentes”, mas existe um alho de bolbo único, sem divisões.

A China é o maior produtor do mundo, com mais de 20 milhões de toneladas de alho por ano, mas a região de Gilroy, na Califórnia, intitula-se a si mesma de “capital mundial do alho”.

Propriedades medicinais

Os gregos parecem ter sido pioneiros nos usos medicinais do alho. Com ele tratavam parasitas, anemia e problemas intestinais e respiratórios. O médico Galeno dizia que o alho curava todos os males e até os atletas costumavam comer um dente de alho antes de cada prova.

Os alhos são ricos em potássio, e fonte de fósforo, vitaminas B6 C e fibra. Contêm ainda um composto benéfico, a alicina, responsável pelo odor característico do alho cortado.

Os alhos podem ser armazenados em local seco e fresco, mantendo as suas características por períodos prolongados

Como guardar

O alho deve ser guardado em lugar fresco (de preferência frio), seco e levemente arejado. Se mantidos em locais úmidos e quentes, o alho mofará com rapidez e murchará.

Outra boa forma de armazenar a cabeça de alho inteira é em um recipiente de cerâmica com orifícios para ventilação.

Depois de descascado pode guardá-lo na geladeira, imerso em azeite ou vinagre. Também poderá congelar os dentes, inteiros ou picados.

O período de armazenamento para alhos comprados adequadamente é de 1 mês, mas dependendo das condições do ambiente pode chegar até 2 meses.

Como descascar

O método mais comum é retirar-lhe a casca com a ajuda de uma faca. Pode pressionar alguns dentes contra uma superfície plana com a ajuda de uma faca, para que se partam, removendo a casca de seguida ou deixá-los de molho 10 minutos para esta amolecer. Se os cobrir de azeite e levar ao forno ou microondas, o alho amolecerá, facilitando a remoção da casca.

O alho na cozinha

Na cozinha mediterrânia o alho é omnipresente, juntamente com a cebola. Contam-se pelos dedos as receitas onde ele não entra a dar um toque do seu sabor inconfundível. 

Frito em azeite, é parte essencial do refogado, que é ponto de partida de tantos pratos. 

Os mais fortes apreciam o alho cru, a solo ou em saladas, mas assado no forno o seu sabor fica suavizado. Pão de alho e crostinis são entradas afamadas de origem italiana que usam alho. O conhecido molho aioli (ou alioli na versão espanhola), à base de alho, azeite e gemas de ovos, é um tempero famoso e versátil, assim como o tzatziki, feito de iogurte natural, pepino, alho e sal. Na Andaluzia come-se a célebre sopa fria ajoblanco, feita com pão, amêndoas moídas, alho e azeite.

Plante em casa

Pode plantar o alho facilmente numa horta ou até num vaso: basta enterrar um dente de alho na terra, com a ponta mais fina para cima, a uma profundidade de 2 a 2,5 cm. 

Deve assegurar boa exposição solar e regar com frequência. Se tudo correr bem, três meses depois pode ir buscar um alho à sua horta para fazer o refogado. Colha o bolbo só quando a folha murchar e deixe secar ao sol.


Fonte: Infoescola, Pingo Doce, Continente


Até a próxima