quarta-feira, 19 de julho de 2017

Refluxo gastroesofágico, alimentos na contramão



O refluxo gastroesofágico é o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago. Acontece por disfunção da válvula que separa os dois órgãos - a cárdia - que pode fazer subir à boca o conteúdo ácido do estômago.
www.emagrecerumdesafio.com
© Revista Bem Estar

Os principais sintomas estão relacionados com o estômago e o esôfago: azia (sensação de ardor, queimadura), regurgitação e dificuldades de deglutição, que pode ser dolorosa.

Há outros efeitos do refluxo que se manifestam por despertares noturnos com sensação de asfixia, tosse crônica e processos inflamatórios da laringe (rouquidão), da faringe (garganta irritada e dolorosa e dos brônquios.

O refluxo está associado a fatores como hérnia do hiato esofágico, obesidade, tabagismo e incorreções alimentares, que, se forem corrigidos, melhoram os sintomas.

Apesar de haver técnicas para diagnóstico (endoscopia digestiva alta, radiografia contrastada do esôfago, manometria esofágica e pHmetria-24 horas), tal nem sempre é fácil, obrigando por vezes a uma investigação complexa.

O tratamento baseia-se em alterações de comportamento, medicamentos para diminuir a secreção ácida do estômago e, em alguns casos, cirurgia (quando existe hérnia do hiato esofágico).

Cuidados

►  Elevar a cabeceira da cama (15 cm)
► Moderar a ingestão de alimentos que estimulam a produção de secreção ácida do estômago (alimentos gordos, citrinos, café, chá, bebidas alcoólicas, bebidas gasosas, chocolate e produtos à base de tomate.
► Evitar as refeições "pesadas", sobretudo à noite - a última refeição do dia deve ser leve.
►  Deitar-se duas horas e meia após a última refeição.
►  Suspender o tabagismo.
►  Em caso de excesso de peso, emagrecer.

Fonte: Revista Sauda

Até a próxima


terça-feira, 18 de julho de 2017

Cãibras por calor


As cãibras podem resultar da simples exposição a calor intenso, quando se transpira muito após períodos de exercício físico intenso e de uma hidratação inadequada, só com água sem substituição dos eletrólitos perdidos na transposição.
www.emagrecerumdesafio.com
© Medicana Life

As cãibras são especialmente perigosas em pessoas com problemas cardíacos ou com dietas hipossalinas (pobres em sal). Por isso aconselha-se a que não façam exercícios físicos violentos em períodos de calor.

Sintomas

Manifestam-se por espasmos musculares dolorosos do abdômen e das extremidades do corpo (pernas e braços), provocados pela perda de sais e eletrólitos.

O que fazer?

1 - Parar o exercício, se for o caso, e descansar num local fresco e calmo;

2 - Esticar os músculos e massagear suavemente;

3 - Beber sucos de fruta natural sem adição de açúcar e/ou bebidas contendo eletrólitos (bebidas para esportistas);

4 - Procurar ajuda médica se as cãibras persistirem;

5 - Para evitar todas estas situações provocadas pela exposição ao calor intenso proteja-se da exposição solar e procure locais frescos, ou com ar condicionado, durante o período de maior calor, em especial se estiver acompanhado de crianças pequenas, pessoas idosas ou pessoas com doenças crônicas, por exemplo, doenças autoimunes (diabetes mellitus tipo 1, lúpus eritematoso sistêmico, síndrome de Sjögren, tireoidite de Hashimoto, doença de Graves e artrite reumatoide), entre outras. 

Fonte: Revista PH

Até a próxima