domingo, 17 de setembro de 2017

11 alimentos que não deve congelar



No congelador podem guardar-se refeições já feitas, alimentos crus, pão, gelados e uma grande variedade de ingredientes para usar mais tarde. Aprenda a identificar os alimentos que não deve congelar.

www.emagrecerumdesafio.cm
Getty Images

► Vegetais e frutas ricos em água

Só deve congelar estes tipo de vegetais e frutas (melancia, pepino, batatas, maçãs, entre outros) se for para colocar em seguida numa misturadora ou liquidificador. É que estas frutas e vegetais perdem a textura quando são descongelados.

► Carne já descongelada

Quando descongelada à temperatura ambiente, a carne começa a desenvolver microrganismos que só o calor pode destruir. Por isso, deve ser logo cozida, sem voltar ao congelador.

► Massa cozida

Ao congelar a massa já cozida congela também as partículas de água da massa. O resultado, quando descongelada, é uma pasta mole, ensopada e sem graça.

►Grãos de café ou café em pó

As temperaturas baixas secam o café. Em vez de o congelar, guarde-o num local fresco, escuro e numa caixa bem fechada. Desta forma poderá conservar a frescura do café durante alguns meses.

► Comida enlatada

Este tipo de comida é feita para durar muito tempo na despensa e não precisa de ser congelada. Se por acaso sobrar uma parte que queira aproveitar, tire-a da lata e guarde-a numa vasilha com tampa ou saco de congelação.

► Ovos com casca

No congelador a matéria que constitui o ovo expande-se e pode fazer com que a casca estale, deixando entrar bactérias ou qualquer tipo de sujeira.

► Iogurtes ou outros lacticínios

Quando congelados, separam-se ou, como se diz na gíria culinária, “deslaçam”. Guarde estes alimentos na geladeira e mantenha-os longe do congelador.

► Queijos cremosos

Não tente congelar estes maravilhosos queijos, o resultado não será bom. Guarde-os na geladeira.

► Molhos que levem farinha ou amido de milho

Este tipo de molhos, como por exemplo o bechamel, separam-se quando congelados e pode ser difícil, depois de descongelados, voltar à consistência original.

► Sorvete derretido

Ficou na conversa e o sorvete que sobrou estava líquido? Acontece a todos. Mas não o volte a congelar porque só ficará com uma pasta pegajosa. Faça uma vitamina, por exemplo.

► Refeições que já foram aquecidas

Mais uma vez alertamos para os microrganismos que se podem formar num alimento que já foi congelado cozido e depois aquecido. Guarde as sobras na geladeira e consuma-as no prazo de um dia ou dois.

Fonte MSN/Pingo doce

Até a próxima

sábado, 16 de setembro de 2017

Antidepressivos: risco de 33% de morte prematura


Um estudo da Universidade McMaster no Canadá mostra que tomar antidepressivos poderia aumentar o risco de morte precoce.
www.emagrecerumdesafio.com
Crédito: avopix

Em caso de stress, ansiedade ou nervosismo, muitos de nós fazemos opção por uma alternativa: antidepressivos. Os especialistas da Universidade McMaster no Canadá explicaram em um estudo que pessoas deprimidas sem doença cardíaca têm 33% mais probabilidade de morrer prematuramente se tomarem antidepressivos, em comparação com aqueles que não tomarem.

Risco de ataques cardíacos

Os cientistas combinaram os resultados de 17 estudos anteriores, analisando o impacto sobre cerca de 380 000 pessoas. Sua análise inicial sugeriu um aumento do risco de apenas 9% das mortes entre aqueles que tomaram antidepressivos. Mas, em seguida, removidas pessoas com doença cardiovascular descobriu-se que as mortes entre os pacientes restantes que tomaram antidepressivos, chegou a até 33% em comparação com aqueles que não tomaram a droga.

Os cientistas acreditam que isso se deve ao fato de que os antidepressivos "afinam o sangue", o que realmente protege a saúde das pessoas com doenças cardíacas, pois evita a coagulação do sangue. Mas entre as pessoas sem doença cardíaca, é perigoso porque os antidepressivos aumentam o risco de sangramento maior ou sangramento interno. Os pesquisadores descobriram que entre pessoas sem doença cardiovascular, antidepressivos aumentou em 14% o risco de ataques cardíacos e derrames.

Impede função de órgãos

Os investigadores acreditam que o funcionamento dos antidepressivos (alterando a absorção de serotonina, a dopamina e outras substâncias químicas naturais que melhoram o humor) danifica as outras partes do corpo. Eles afirmaram que estes produtos químicos são essenciais para outros órgãos importantes do corpo, incluindo o coração, rins, pulmões e fígado, usando a serotonina e outros produtos químicos a partir da corrente sanguínea. Antidepressivos bloqueiam a absorção dessas substâncias químicas no corpo. Os pesquisadores alertam quanto aos antidepressivos podem aumentar o risco de morte, impedindo os órgãos de funcionar corretamente.

Parar as prescrições?

O autor do estudo, Paul Andrews, disse que os riscos são extremamente graves: "Estamos muito preocupados com estes resultados", disse ele. "Não devemos tomar antidepressivos sem entender exatamente como eles interagem com o corpo. Eu acho que essas drogas para a maioria das pessoas estão fazendo mais mal do que bem e que os médicos geralmente não deve prescreve-los."

Esta informação é publicada apenas para fins informativos e não substitui o aconselhamento médico. 

Fonte: MSN/Medisite

Até a próxima